Hoje em dia o termo “humanizar” tem aparecido constantemente em debates acadêmicos, na mídia especializada, em palestras de inovação e nas agências de comunicação.

O mundo tem se tornado tão velozmente tecnológico e automatizado que perdemos cada vez mais as conexões humanas em todos os níveis, e as pessoas estão começando a buscar sentido em tudo que fazem.

As empresas, sempre atentas ao comportamento de seus consumidores, sabem que eles estão sendo bombardeados de informações o tempo todo e que acabam se isolando ou até mesmo desconfiando de tudo o que veem, principalmente se existe um interesse comercial por trás.

As novas gerações estão consumindo menos e anseiam por produtos que dialoguem com elas, que falem a mesma língua.

Em vista disso, essas empresas se esforçam para “atualizarem” a comunicação das suas marcas, para acompanharem todas essas mudanças.

Os vídeos, seja vídeo institucional ou vídeo comercial, são ferramentas poderosas no novo cenário do marketing e têm que ser olhados com atenção. É preciso passar a mensagem da forma mais genuína possível, mais humana possível. Só assim as marcas conseguirão se aproximar e conversar com o seu público.

Por isso que contar histórias (storytelling) é um formato que tem sido amplamente utilizado em vídeos. Mas antes de contar qualquer história, é preciso contá-la da melhor forma, unindo um conjunto de ingredientes como imagens, roteiro, narração, texto, trilha.

Não adianta só ter uma bela sequência de imagens, se ela não diz nada.

A locução nesse caso é um instrumento bastante utilizado quando se quer humanizar o vídeo. Uma voz que soe familiar e segura, pode sim criar justamente essas conexões que os consumidores hoje buscam tanto e que estão cada vez mais perdidas.

Portanto, pense nisso na hora de transmitir uma nova mensagem para o seu público e precisando de uma locução personalizada, entre em contato!
 

Designed by Freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *