Saiba que existe uma diferença entre a voz que falamos e a voz que os outros escutam.

 
Sempre achamos que o som que falamos é diferente do som que ouvimos em gravações. E de fato isso é uma realidade. Existe uma diferença entre a voz que você ouve quando fala e a voz que os outros escutam quando você fala.

Todos os sons que ouvimos são resultados de ondas se movendo pelo ar. Nosso ouvido externo captura essas ondas e as encaminha pelo canal auditivo, até o tímpano. Ali, as vibrações passam pelo ouvido interno, onde são traduzidas em sinais enviados para o cérebro.

Agora quando falamos, as vibrações das nossas cordas vocais ressoam em nossa garganta e boca, além de passarem pelos ossos do crânio e pescoço. Assim, o ouvido interno responde a esses estímulos, criando sinais elétricos que chegam ao cérebro. Isso faz com que escutemos não só o som propagado pelo ar, mas também o da vibração óssea.

Por isso existe essa diferença de percepção auditiva. A gravação da sua própria voz elimina a condução dos ossos e na realidade esse é o som “real” da sua voz para todos que a ouvem. E a verdade é que só você ouve o que você considera ser a sua voz.

Talvez a estranheza e a vergonha sejam só por uma falta de costume, de não ter familiaridade com a própria voz gravada. Mas em tempos de WhatsApp e comunicação via áudio, é capaz que essa percepção irá mudar, e quem sabe você não passa a gostar mais da sua própria voz gravada?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *